Depois de protesto

"Não depredamos patrimônio público", diz presidente do Cpers

Nota divulgada pela entidade diz que protesto da última terça-feira foi pacífico

Por Rosane de Oliveira 13/09/2017 - 20h24min · Atualizada em 13/09/2017 20h24min
Compartilhar:

A mulher que arremessou o objeto que quebrou o vidro de uma das portas do Palácio Piratini não integra os quadros do Cpers-Sindicato. Essa informação consta em nota divulgada pelo Cpers sobre a foto publicada na edição de quarta-feira da coluna.

Publicidade

A nota diz que o ato em protesto contra o parcelamento dos salários foi pacífico e que o Cpers não pode ser responsabilizado pela quebra do vidro.

Leia mais:
Protesto além do aceitável em frente ao Piratini

“Esta não é a postura adotada pela entidade nas manifestações realizadas pela categoria (...) Nossa postura é a de diálogo e negociação. Somos educadores, não depredamos patrimônio público", diz o documento assinado pela presidente do Sindicato, Helenir Aguiar Schürer.

Compartilhar:

Publicidade

Últimas