De volta 

"Queermuseu": site "Criança Viada", que inspirou obra acusada de pedofilia, é reativado 

Tumblr recebe fotos de seguidores quando eram crianças e apresentavam trejeitos não heteronormativos 

13/09/2017 - 16h28min · Atualizada em 13/09/2017 16h28min
Compartilhar:

O Tumblr Criança Viada, que inspirou uma das obras acusadas de apologia à pedofilia na  Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, exposição encerrada precocemente no último domingo (10), está de volta à ativa. A página reúne imagens enviadas por seguidores de quando eram crianças e apresentavam traços e trejeitos não heteronormativos e estava desativada desde 2014. As telas pintadas por Bia Leite e expostas no Santander Cultural faziam referência às imagens do site. Em entrevista à ZH, Bia explicou que a intenção do trabalho era celebrar esses traços que durante toda a infância foram motivo de xingamento e violência.

Publicidade

– Nós, LGBTs, já fomos crianças. Esse assunto incomoda porque nunca viramos LGBTs, nós sempre fomos. Todos devemos cuidar das crianças, e não reprimir a identidade delas ou seu modo de ser no mundo. Isso é muito grave. Sou totalmente contra a pedofilia e o abuso psicológico de crianças. O objetivo do trabalho é justamente o contrário, é que essas crianças tenham suas existências respeitadas – diz a artista. 

Leia também
Conheça 10 importantes artistas que estavam expostos na "Queermuseu" e suas obras
"Queermuseu": suspensa em Porto Alegre, mostra pode reabrir em Belo Horizonte
"Queermuseu": quais são e o que representam as obras que causaram o fechamento da exposição

O anúncio do retorno foi feito por Iran Giusti, criador do projeto, em seu Facebook. A página deve ficar ativa até o dia 8 de outubro, data em que a Queermuseu ficaria em exposição. Além da volta do Criança Viada, Iran comunicou que, também no dia 8, haverá uma roda de conversa em São Paulo sobre infância e homossexualidade.


Compartilhar:

Publicidade