Série B

Thales: "Um chamado do Inter a gente não pode recusar" 

Reposição a Klaus, zagueiro treinou pela primeira vez no CT Parque Gigante

Por ZH Esportes
13/09/2017 - 13h19min
Compartilhar:
Foto: André Silva / Agência RBS / Agência RBS

O novo zagueiro do Inter treinou na manhã desta quarta-feira,  o CT Parque Gigante e, logo depois, se apresentou à imprensa. Se mostrou seguro e, aos 24 anos, depois de ser emprestado para Bahia, Atlético-GO e CSA - de onde foi "repatriado" para o Beira-Rio devido à lesão de Klaus -, está pronto até para buscar uma vaga na zaga titular. Algo que não chega a ser complexo, uma vez que sete jogadores já passaram pela zaga colorada em 2017. 

Publicidade

Emprestado ao CSA, Thales era titular da equipe alagoana, já havia feito 31 jogos na temporada e marcado quatro gols. Estava disputando a Série C.

- Um chamado do Inter a gente não pode recusar. Estou muito feliz por ter voltado, mas também triste por ter deixado o CSA. Estávamos começando as quartas de final da Série C, estava me preparando para a disputa do primeiro mata-mata. Mas um chamado do Inter a gente não pode recusar - disse Thales. - Quando ouvi a notícia do interesse do Inter em meu retorno, fiquei feliz e ansioso. Sou cria da base e fico feliz por voltar depois de dois ano e meio. Quero ajudar _ completou.

 Leia mais:
Leonardo Oliveira: colocar na conta de Ernando o fardo do rebaixamento é uma injustiça tremenda
Queda de rendimento de Pottker abre disputa por vaga no ataque do Inter
Torcedor Colorado ZH: a despedida da melhor dupla de zaga do Brasil 

Thales foi promovido da base em 2013 e ficou no clube até 2014. Disputou apenas oito jogos e logo foi cedido ao Bahia. As raízes do zagueiro com o Inter são mais profundas do que as categorias de base. O pai de Thales, Sandro Matos, é um dos seguranças do elenco profissional do clube. 

- Meu pai sempre fala para que eu faça o simples, o feijão com arroz. Prefiro jogar pela direita, mas, se o time precisar, jogo na esquerda também - avisou o novo defensor colorado. 

assim que tiver o nome publicado no BID, Thales terá condições de jogo. Como recém retornou ao Inter, dificilmente será aproveitado neste sábado, contra o Figueirense, no Beira-Rio. Ernando será o substituto de Klaus, ao lado de Victor Cuesta. E Thales precisará cavar uma vaga no time em menos de dois meses. 

- É a chance da minha carreira, mas não posso pensar que essa será a última. Tenho 24 anos e quero me firmar aqui e seguir no Inter por muitos anos - finalizou Thales.   

*ZHESPORTES


Compartilhar:

Publicidade