MMA

Contraprova confirma doping de Jon Jones, que deve sofrer sanção administrativa do UFC

Norte-americano testou positivo para substância usada para ganhar massa muscular

Por ZH Esportes
12/09/2017 - 23h54min
Compartilhar:
Foto: Sean M. Haffey / Getty Images/AFP

O exame de contraprova confirmou o doping de Jon Jones. O norte-americano testou positivo para a substância turinabol, que é proibida pela Usada (Agência Antidopagem dos Estados Unidos) e usada para ganhar massa muscular. Segundo a ESPN americana, fonte da notícia, o teste com o lutador foi realizado no dia 28 de julho, véspera do duelo contra Daniel Cormier.

Publicidade

Leia mais:
Bisping demonstra confiança: "St. Pierre não me vence lutando em pé"
Ultimate confirma terceira disputa de cinturão para o UFC 217

Brasil tem nova promessa no UFC

Jones, por ser reincidente, pode pegar uma dura punição por conta disso, sendo suspenso por até quatro anos. Ele já havia sido impedido de lutar por um ano por ter sido flagrado antes do UFC 200, no qual iria encarar Daniel Cormier, em julho de 2016. A substância clomipheno e letrozol que foram usadas pelo norte-americano na ocasião.

No confronto realizado em 29 de julho deste ano, no UFC 215, Jon Jones venceu Cormier e recuperou o cinturão dos meio-pesados. Com o novo caso de doping, entretanto, deverá ser punido outra vez e sofrer sanção administrativa do próprio UFC, que deve tirar seu cinturão.

*ZHESPORTES

Compartilhar:

Publicidade