No topo

Daniel Martins domina prova e é bicampeão dos 400m no Mundial de Atletismo Paraolímpico

Paulista fez o novo recorde do campeonato

Por Lancepress
17/07/2017 - 19h11min
Compartilhar:
Foto: Daniel Zappe / MPIX/CPB

Daniel Martins deu ao Brasil a sua segunda medalha de ouro nesta segunda-feira (17), no Mundial de Atletismo Paraolímpico de Londres. O velocista faturou o bicampeonato mundial dos 400m, classe T20 (deficiência intelectual). O país já havia chegado ao alto do pódio neste dia com Alessandro Silva, no lançamento de disco F11 (cego total). É a quarta láurea dourada da delegação nacional na competição, que se estenderá até o dia 23 no Estádio Olímpico, sede dos Jogos Paraolímpicos de 2012. 

À frente desde a largada, o paulista de Marília venceu com o tempo de 47s66 — novo recorde do campeonato. Danielzinho, como é conhecido, também é o atual detentor do recorde mundial da prova, com os 47s22 que registrou para ser campeão paraolímpico no Rio-2016. O segundo lugar ficou com Damian Carcelen, do Equador, com 49s20, e o terceiro lugar foi para Charles Kouakou, da França: 49s30. 

Publicidade

Leia mais:
Kelly Slater fratura pé em treino na África do Sul
Rogerinho passa Thomaz Bellucci e é o novo número 1 do Brasil 
Ingressos para Mayweather x McGregor no boxe variam de R$ 1,6 mil a R$ 32 mil

— Tenho de continuar treinando firme porque os atletas da minha classe estão chegando cada vez mais próximos, estão cada vez mais fortes. As pessoas falam que os 400m cansam muito, mas eu não sinto tanto, porque tento correr o mais relaxado possível. Não consigo nem explicar a sensação de ser campeão mundial mais uma vez — afirmou o atleta de 21 anos. 

Danielzinho é deficiente intelectual. Ainda em idade escolar, apresentava bastante dificuldade no aprendizado. Começou no esporte com o futebol e, em 2013, chegou ao atletismo paraolímpico.

Além dos 400m, o brasileiro correrá pela primeira vez em um evento internacional os 800m. As eliminatórias da disputa estão marcadas para esta sexta-feira. 

Outros quatro atletas do país foram à pista nesta tarde de segunda-feira. Rodrigo Parreira foi medalhista de bronze nos 200m T36 (paralisados cerebrais). Ele cravou a marca de 25s19 - novo recorde das Américas. O goiano ficou atrás apenas do australiano James Turner (24s09) e do polonês Krzysztof Ciuksza, que fez 25s04. 

— Foi uma prova muito disputada, difícil. Eu treinei para o salto em distância e entrei na final apenas na raia sete, porque não tinha um tempo classificatório bom. Eu caí na chegada e não acreditava que tinha chegado em terceiro, achei que tivesse sido quarto. Foi uma prova muito dura! Eu estou muito feliz — disse o atleta de 22 anos. 

Michel Abrahame foi o sexto melhor no salto triplo T47 (amputados de membros superiores), ao atingir 13,33m. Gustavo Araújo avançou à final dos 200m T13 (baixa visão) com o quarto melhor tempo (22s31). Já Kesley Josué, que competiu na mesma prova, sentiu uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda e não classificou-se. 

Nesta terça, o SporTV anuncia a transmissão das provas a partir das 7h e das 15h. O perfil do CPB no Facebook também exibirá, via streaming, ao vivo, toda a programação do dia.

*LANCEPRESS

Compartilhar:

Publicidade